Veterinário de sucesso no século 21. Você atende os requisitos?

 

Veterinário do século 21.

 

 

 

 

 

Hoje, quero me dedicar a falar, refletir e ajudar você em uma das coisas mais importantes na vida de um Veterinário, sua carreira!

Vet, em qual ano você se formou?

Pense um pouco, muita coisa mudou de lá para cá?

Quero que este início de conversa seja uma reflexão sobre seus últimos anos de atuação como Veterinário.

Após esses anos de experiência, você realiza o trabalho como médico Veterinário que imaginou que faria?

Essas perguntas que fiz acima, é para que você reflita a sua vida profissional e suas realizações em um mercado em constante mudança e novas exigências.

O que já sabemos, é que dificilmente a teoria que se é estudada na universidade é igual a prática do mercado de trabalho.

Além disso, vivemos em uma sociedade e fatores externos que influenciam 100% em nossa vida profissional e muitas vezes, até alcançam nossa pessoal.

Por que estou dizendo isso?

Porque pesquisas sobre mudanças de comportamento, formas de consumo, perfil de cliente e principalmente, empresas, comprovam que o mercado da medicina veterinária dos dias atuais exige um perfil  profissional de um  veterinário diferente do perfil do Veterinário de 06 anos atrás.  De 6 anos pra cá, a mudança foi grande!

Sei que você pode dizer…

‘’ Eu não sou o mesmo profissional de 06 anos atrás,  evolui, melhorei minhas técnicas…’’

Todavia, este NÃO é o ponto que quero discutir hoje.

 

O que quero saber, é se você desenvolveu especificamente as habilidades exigidas pelo mercado do século 21.

 

Mas antes, vamos voltar uma geração anterior à sua.

Seus pais escolheram uma carreira, profissão e provavelmente  trabalharam por anos na mesma empresa ou até mesmo, em um único cargo.

Sim, por muitos anos o mercado valorizou o profissional que se dedicava quase que sua carreira profissional inteira  exclusivamente em uma empresa, negócio ou cargo. Neste período, manter-se na mesma empresa, representava segurança, estabilidade, características valorizada tanto pelo mercado quanto por trabalhadores.

Claramente vimos mudança neste tipo de comportamento. Hoje,  o mercado exige experiências diferentes, vivências, e até mesmo promovem um ambiente digamos um pouco mais ” libertador’’ ( vide o conceito do home office).

O que vemos também, são profissionais que se graduaram em um ramo e poucos anos depois mudaram sua área de atuação. E como eu ouço historias de veterinarios querendo deixar de atuar 🙁

Não, não estou falando aqui para você deixar de ser Veterinário ,ok!?

Estou abrindo o seus olhos para desenvolver as habilidades que o mercado atual exige do Veterinário do século 21.

O que realmente quero entregar para você hoje, são provas de que o mercado está exigindo um profissional Veterinário com habilidades diferentes daquelas que eram valorizadas há 06 anos atrás.

Mais ainda, quero ensinar a você quais são essas habilidades e como você pode desenvolvê-las, afim de conquistar o seu espaço no mercado de trabalho.

Como profissionais estão atuando em outras áreas?

Vou fugir  rapidamente da área do Veterinário com  alguns exemplos:
Atualmente, companhias contratam pessoas do setor financeiro para atuar na área analítica de marketing. Por outras vezes, vemos muito empreendedores atuando na área administrativa e até mesmo profissionais de marketing migrando para área de processos de produção.

Isso porque o mercado mudou, e devido a uma infinidade de fatores que influenciaram para isso, desde desenvolvimento tecnológico, poder maior de consumo, empresas e clientes passaram a valorizar as competências e habilidades de um profissional e não mais a nomenclatura dada ao curso em que se graduou.

Apenas um adendo, quem está atento a isso, são as escolas e as organizações que trabalham no ensino básico, de forma a trabalhar essas novas competências e habilidades desde o ensino básico.

A título de curiosidade, no Estados Unidos, a educação por competência já existe desde o ano de 1960, mas no Brasil, essas habilidades ainda são tratadas em projetos isolados dentro da sala de aula.

Inovação pedagógica a parte, sabemos que os futuros profissionais já irão para o mercado com as competências e habilidades exigidas pelo mercado do século 21.

Mas e você, ou eu, ou, outros Veterinários que já atuam no mercado e não receberam na escola, cursos e muito menos na universidade, conteúdos e matérias que desenvolvesse em nós essas habilidades que já estão sendo exigidas no mercado?

 

E como você fica?

 

O único jeito, é buscar a partir de hoje quais são as competências exigidas pelo mercado para se tornar um Veterinário de Sucesso do século 21 e desenvolvê-las no dia a dia , começando agora.

‘’Mas Valéria, se trabalho por conta ou em um micro empresa porque eu precisaria fazer isso ?’’

Não importa, se  você é um Veterinário autônomo…

Se você é um Veterinário que tem sociedade de uma clínica…

Se você é um Veterinário que possui uma clínica de pequeno ou grande porte..

É preciso conhecer as habilidades exigidas pelo mercado para manter o seu negócio ativo e principalmente, lucrativo.

Por isso, dedique alguns minutos  hoje neste artigo- aula para aprender:

– Vocação, o que são as competências profissionais exigidas pelo mercado atual?

– As 04 competências necessárias para se tornar um Veterinário de Sucesso do século 21.

Acredite, o mercado de trabalho está exigindo cada dia mais de você Veterinário.

Seja você um recém formado ou um profissional já com experiência, o fato é que o mercado mudou e vai continuar mudando.

Perante esta realidade, o que um médico Veterinário deve fazer para manter-se competitivo no mercado, e ir além, destacando-se perante todos os seu concorrentes?

Recentemente, tive a oportunidade de me encontrar com Doutor e Professor Francis Flosi, (você pode conferir a nossa conversa clicando aqui), com mais de 20 anos de experiência no mercado, Dr. Francis Flosi é referência e case de sucesso quando o assunto é carreira como médico Veterinário, escritor e empreendedor.

Francis Flozi para Veterinários de Sucesso!

Dr. Francis Flosi relatou que, no início de sua carreira como Veterinário, ele atuou no mercado como autônomo, fazendo um pouco de tudo em seus atendimentos.

Porém, Flosi rapidamente percebeu a mudança de mercado e a demanda do cliente e concluiu que, para ter uma carreira de sucesso é preciso avaliar a demanda do mercado e adaptar-se a ela.

Entre as mais diversas mudanças em sua carreira, uma delas foi mudar sua forma de trabalhar.

Primeiro, Dr. Francis Flosi saiu de uma rotina de trabalho com carga horária extremamente exaustiva e individual para um trabalho em equipe,  no qual cada veterinário atua em uma área específica da medicina veterinária.

Flosi percebeu também que, quando especialistas, todos conseguem dar o seu melhor e cuidar do animal com excelência, gerando satisfação do cliente  e aumentando o rendimento da clínica, uma vez que era possível atender um número muito maior clientes.

Uma frase que ele disse e que sempre cita em suas palestras e entrevistas:

 ‘’Vet, é muito difícil e perigoso para o médico veterinário, cuidar do animal do foucinho ao rabo’’

Perfeita colocação!

Por isso, trabalhar em equipe e se especializar é tão importante para sua carreira como Veterinário.

Além da necessidade de se tornar um especialista, empresas e consumidores estão querendo ver além de suas habilidades desenvolvidas na universidade e cursos.

Muitos recrutadores de clínicas e petshop estão avaliando competências quase nunca discutidas ou até mesmo desenvolvidas dentro da sala de aula.

Veterinário,  eu atuo na consultoria de clínicas veterinárias e a cada conversa que tenho com meus clientes, percebo que, clínicas e petshop estão buscando muito mais do que veterinários com conhecimentos na área.

Clínicas e petshops, atualmente buscam profissionais veterinários que agreguem valor a sua empresa e que ainda possuem diferenciais que são demandados pelo consumidor e a rotina do mercado atual.

Sim, eu sei, nunca na história, um  veterinário foi colocado perante tantos e tantos desafios.

Eu garanto a você
Se deseja alcançar outro patamar, você deve abrir novos caminhos por meio de sua força e desenvolvimento de sua capacidade de trabalhar novos recursos mentais e comportamentais que só estão guardados dentro de você.

Quer mais uma novidade?

Diversos profissionais da área de Recursos Humanos e Psicologia já descobriram quais são essas habilidades exigidas pelo mercado para um veterinário de sucesso do século 21.

Por isso, hoje, para você, vou contar quais são as principais características valorizadas pelo mercado e demandada a um Veterinário de Sucesso do século 21 e como desenvolvê-las.

Lembre-se, meu objetivo é apenas que você tome consciência e utilize a sua força de vontade para desenvolver ou, melhor, aperfeiçoar o seu talento e entrega final.

Antes de destacarmos habilidade por habilidade, quero que você entenda um pouquinho da raiz desta mudança do mercado de trabalho.

Para compreender melhor, saiba que um estudo de neurociência foi possível constatar que as habilidades exigidas pelo profissional do século 21 possuem 04 pilares, são eles:

04 PILARES DO PROFISSIONAL DO SÉCULO 21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que esses 04 pilares tem a ver com a sua profissão e rotina de médico veterinário?

Ao aprender a CONHECER, o Veterinário é capaz de:

– Desenvolver uma visão crítica perante as situações rotineiras como médico veterinário.

-Desenvolver o aprendizado da cultura em geral, facilitando o entendimento e comunicação com o cliente.

– Trabalhar melhor o seu espírito investigativo.

Ao aprender a FAZER, um Veterinário é capaz de:

– Resolver problemas com maior facilidade.

– Se relacionar melhor em grupos.

– Aprender a aprender com maior frequência, sem sentir receio ou insegurança do novo.

– Se qualificar muito mais profissionalmente.

– Aprender a conviver com as diferenças entre colegas de trabalho.

Ao aprender a SER, um Veterinário é capaz de:

– Aprender a se autoavaliar com maior frequência.

– Se expressar melhor.

– Agir com autonomia.

– Assumir de maneira mais natural responsabilidades.

Ao aprender a CONVIVER, um Veterinário é capaz de:

– Saber lhe dar facilmente com conflitos e problemas.

– Compreender o próximo com mais facilidade.

Você pode até dizer que todas essas habilidades você de alguma forma já praticou em seu dia a dia, afinal, o mercado demandou isso de você em alguma forma.

Mas se você acha que já enfrentou essas situações, você realmente agiu da melhor forma?

Um dos pilares mais importantes para um  veterinário do século 21 é o SER, se conhecer, se avaliar, saber seus pontos fortes e fracos.

Por isso, continue a leitura para realmente ao final do artigo saber se você já atende a todos os pré-requisitos do Veterinário de Sucesso do século 21, ou se você precisa trabalhar melhor todas essas competências de forma que em um médio e longo prazo, você possa alcançar seus objetivos.

 04 competências necessárias para se tornar  um Veterinário de Sucesso do século 21.


#1 –  Veterinário, Desperte o seu lado Resiliente!


Se você já ouviu alguém citar a palavra resiliência no ambiente de trabalho, tome isso agora como um elogio.

A resiliência nada mais é do que um termo usado na área de física.

 

Isso porque na física, a resiliência configura-se como a capacidade que um corpo possui de retomar a sua forma natural após um impacto muito grande.

Entendeu a associação?

Pois é, a resiliência no mercado é definida quando claramente,  veterinários se deparam com grandes desafios, problemas, e até mesmo crise profissional  durante a sua rotina de trabalho, e por meio de uma mente forte, segurança, continuar com foco em uma único objetivo, a resolução de um problema e claro, conseguem resolver da melhor forma possível.

Em seu local de trabalho, seja ele em uma clínica veterinária ou petshop, a resiliência é colocada a prova quando nas mais variadas situações você é capaz de enfrentar com ética e profissionalismo.

Você já analisou a sua capacidade de individualmente ou junto ao seu time desenvolver estratégias?

Quando questiono isso, não digo a você para pensar em uma solução após o ocorrido.

Atualmente, o mercado demanda profissionais que já tenham quase que a resposta na ponta da língua e por isso, a resiliência está em estudar futuros problemas e trabalhar estratégias de soluções para que quando o fato venha realmente ocorrer, você esteja preparado para assumir e enfrentar da melhor maneira possível qualquer situação adversa.

Como desenvolver a Resiliência como médico Veterinário:

 – Trabalhe o foco em sua rotina: veterinários que trabalham METAS de médio à longo prazo conseguem ter mais sucesso em sua vida profissional.

– Positividade: sim, a lei do pensamento é colocada a posto em pleno século 21. Pessimismo está realmente fora de moda e mais do que nunca o mercado está dando atenção a este ponto.

– Organização: com cabeça positiva e foco, você consegue planejar e estruturar as prioridades dos desafios e definir o que é mais relevante.

– Proatividade: não tenha medo de arriscar, tome iniciativa, mostre suas ideias, pense diferente baseado em suas experiências.

 

#2 –  Veterinário, Saiba se relacionar!

 

Se no início do texto tratamos sobre trabalho em equipe e a importância da profissionalização, saber se relacionar é essencial para o novo perfil de médico veterinário.

O seu sucesso como médico veterinário depende também do quanto você colabora para um ambiente de trabalho saudável.

Já havia parado para pensar nisso?

Não?

A criatividade e a vontade de promover um ambiente saudável entre todos é um dos pré-requisitos para se ter sucesso no mercado atual.

Competição entre colegas?

O nome correto da geração é COOPETIÇÃO.

Coopetição nada mais é do que o lado bom do termo competir.

Competir para promover o sucesso de todos, os ganhos em conjunto e a integração entre todos.

Você pode dizer que isso não é possível, mas se você levar este artigo para o seu time e alinhar um objetivo macro em equipe, verá uma quebra de paradigmas enorme e poderá alcançar o sucesso e fazer diferente meio a crise e a concorrência.

Como?

– Proponha reuniões semanais de ideias, atividades.

– Promova um objetivo macro e distribua as metas para cada um.

– Trabalhem mudanças de processos em conjuntos.

– Promova workshop onde cada um deverá contar um pouquinho sobre sua área de atuação e como pode contribuir.

Ações como as que descrevi acima fazem total diferença e promovem a boa relação e crescimento dos médicos veterinários em conjunto.

 

 #3 –  Veterinário, aceite a tecnologia em sua vida profissional.

 

Sim, a tecnologia é uma das habilidades que todo o profissional deve aderir.

Vale lembrar que, no artigo passado, falamos sobre os 03 melhores aplicativos que melhoram a rotina de qualquer veterinário, clique aqui para conferir.

Para mais, compreender o poder da tecnologia em um ambiente de trabalho na medicina veterinária é um dos segredos.

Não estou falando de terceirizar, aderir tecnologia que substitua o seu contato com o consumidor.

Estou dizendo a você, para abrir a mente e enxergar as oportunidades do mercado.

COMO?

– Use um software de gestão para que você garanta relatórios, organização e tenha tempo para se dedicar a satisfação do consumidor .

Uma dica é o software BensVet , que promove resultados efetivos para a sua rotina de trabalho por meio de recursos de gestão do seu negócio na área da medicina veterinária. Leia mais sobre o Software BensVet aqui.

-Fidelize cliente com o uso dos recursos digitais.

 

#4 –  Veterinário, seja curioso e busque sempre manter-se atualizado.

 

Veterinário, seja pelo seu cliente ou chefe, a sua capacidade de atualizar o seu currículo constantemente está em avaliação mesmo sem você perceber.

Do seu cliente, espere questionamento a respeito de novas tecnologias, produtos e serviços, afinal, com a internet, todos tem acesso a qualquer tipo de informação e no final, o cliente irá até você para questionar a respeito do que leu ou escutou de outras pessoas.

Por isso, estar antenado e atualizado constantemente faz com que você se destaque na área de medicina veterinária.

Claro que, não estamos falando investir em pós graduações, mestrados 12 meses do ano. Estar atualizado envolve atitudes como:
– Seguir marcas de produtos e ofertas referências no mercado.

-Participar de feiras e palestras.

– Ler novos livros

– Se inscrever para receber informações de blogs, sites, fan pages do segmento para se atentar aos estudos e novas técnicas (como o meu site Veterinário de Sucesso 🙂

Lembre-se,  em um piscar de olhos novidades aparecem, clientes mudam seus hábitos. E você, está preparado ?

Caro Vet, tudo o que citei para você são competências que você  tem total capacidade para desenvolvê-las em sua rotina.

Com força de vontade e organização é possível  trabalhar novas habilidades em sua carreira profissional de médico veterinário.

Se você ainda não sentiu-se seguro em fazer isso sozinho, tenha  muito claro em sua mente…

 

ENTENDA: O que é uma COMPETÊNCIA?

Segundo o dicionário, a palavra competência traduz em uma qualidade, EXPERTISE, capacidade de solucionar algum problema ou determinados assuntos em questão.

Competência não é algo que está em personalidade ou talento da pessoa, competência é algo que qualquer pessoa pode desenvolver em si mesmo.

Como?

  • Por meio de treinamentos e ações diferentes.
  • Força do pensamento com objetivos bem traçados e metas.
  • Análise constante de suas próprias atitudes.
  • Educando sua mente e corpo a buscar e aceitar o novo como algo positivo.

Por isso, quero fechar esta conversa de hoje com algumas frases que deixo para sua reflexão:

 Tenha a mente aberta!

 Trabalhe sempre a sua evolução pessoal e profissional!

 Não tenha medo do novo!

Estou aqui para te ajudar!


Espero que esse artigo tenha te agregado muito valor!

Se tiver dúvidas, não exite em me contactar deixando sua mensagem nos comentários abaixo, e se não tiver duvidas ao menos comente:

 O que mais mexeu com você nesse artigo?

 

Um grande e forte abraço,

Valéria Melo

Idealizadora do Veterinário de Sucesso

 

 

 

 

 

2 comentários em “Veterinário de sucesso no século 21. Você atende os requisitos?

  1. Boa tarde Valéria Melo e, parabéns pela matéria maravilhosa!
    Muito importante você abordar o tema comunicação; infelizmente são muitos os profissionais da área que deixam muito a desejar neste aspecto,vou citar um caso que presenciei ha cerca de um ano; o tutor do cãozinho discuitia com a atendente questionando o tipo de tratamento prescrito pelo médico “ha três meses meu cachorro teve o mesmo problema levei-o ao veterinário e, ele disse que era a doença do carrapato fez uma aplicação e o animal ficou curado, agora você me diz que o cachorro está com a mesma doença e me vem com essa história dizendo que essa eh a melhor medicação e o tratamento dura entre 21 e 30 dias por quê? A doença não é a mesma?” Então Valéria, pra evitar maiores problemas entrei na conversa explicando pra ele que, na verdade existem a Babesia que provoca babesiose; anaplasma, que provoca anaplasmose e existe ainda a febre maculosa todas transmissíveis por carrapatos mas, infelizmente os medicos seguem o velho habito referindo-se a qualquer destas como “a doença do carrapato dando a impressão de que existe uma doença transmissivel pelo tal agente. Creio que você pode contribuir muito para melhorar essa situação. Outro ponto muito importante nesta matéria eh chamar a atenção do veterinário encarar que, ao concluir o curso ele não aprendeu tudo que precisa saber para ocupar bem seu espaço neste seguimento, cresce o numero de pessoas que tratam seus animais como membros da família, isso, os torna mais exigentes nos cuidados com a saúde de seu animal, portanto o médico precisa ter a capacidade necessária para entender que nunca devemos parar de aprender, seja qual for a área de atuação o profissional deve ser versátil,dinâmico, isso faz dele um profissional diferenciado e certamente o levará a degraus mais elevados.
    Gostaria também Valéria de perguntar o que você acha da neuroimunomodulaçao adaptada para a medicina veterinária. Muito obrigado pela atençao….. Tenho que te informar que, não sou médico; pelo fato de ter muitos animais sob meus cuidados sinto-me no dever de estudar a materia para melhor desenvolver minhas atividades e assim obter melhores resultados e, se possível com custos menores. Muito obrigado Valéria Mello.

    1. Oi, que satisfação tremenda ler um comentário como esse! Primeiro quero te agradecer pelos elogios, e reforçar que eu também não sou veterinária, sou uma empreendedora desse segmento, por isso atuo diretamente com vets (eu sempre comento sobre isso nos cursos, nas palestras, mas vez por outra, ouço um não- merecido “Dra. Valéria” :), e por esse motivo não posso colocar nenhum ponto de vista a respeito da neuroimunomodulaçao. De qualquer forma, me sinto no dever de parabenizá-lo por essa dedicação em fazer o melhor pelos animais que estão sob seus cuidados!
      Espero seus comentários enriquecedores nos próximos artigos.
      Um forte abraço pra vc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *